Pular para o conteúdo principal

UM ANO TERMINA E O OUTRO...

Palácio dos Ferroviários. Foto: Alessandre Campos. @ 2008.

Fim. Passou mais um ano na vida de cada um de nós.

Dezembro o mês do peru, do pernil, da uva, do vinho, do natal, dos presentes, do réveillon, dos fogos de artifício, da despedida, da tristeza, da alegria, das lembranças, do show do Roberto Carlos na Rede Globo, enfim, cada um vivencia este mês de acordo com sua sensibilidade.
Mas, o que tem este mês que faz com que as pessoas, até mesmo as mais duras, se sensibilizam e deixam correr por sua face uma lágrima solitária?

Como esse espectro vibracional do mês de dezembro implica no comportamento das pessoas?

No mês de dezembro, dentre vários acontecimentos, também ocorrem às previsões para o ano seguinte, tais como: uma grande personalidade brasileira morre; um grande terremoto ocorrerá em uma grande cidade mundial; novos vírus (programas espiões) são encontrados no Orkut; os Estados Unidos invadirão países inimigos em nome da paz mundial; a seleção brasileira se classificará para a copa do mundo; o Corinthians será campeão brasileiro de 2009 e o Vasco da Gama voltará para a série A do campeonato brasileiro, este blog chegará à marca de 1.000.000 de acessos individuais; o SBT não mudará seus programas de horário, enfim, tem previsão para todos os gostos, raças, classes sociais, profissões, signos zodiacais...

Muitos acreditam em previsões, outros mais ou menos, alguns dizem que não acreditam, mas... a curiosidade por saber algo relacionado ao amanhã está presente no âmago do ser mais cético do planeta.

Este mês, também, desperta os desejos, ou seja, reflexos instintivos, inconscientes para realizar algo. É muito comum em dezembro as pessoas se despertarem para ajudar o próximo ou o planeta: lavar a louça para a esposa no dia de natal; vestir de papai Noel e doar brinquedos para as crianças; ajudar a idosa a atravessar a rua; organizar o mutirão de limpeza do Córrego Brejo Alegre. Estas pessoas têm o desejo, mas será que tem a vontade?

A vontade é potencializar o desejo, torná-lo real com inteligência. Você tem desejo ou vontade? Pouquíssimas pessoas têm vontade. Uma dessas pessoas, diz à história que ela nasceu em dezembro, além de desejo, também, tinha e tem vontade. É o principal aniversariante do mês: Jesus Cristo. Ele nos ensinou a ter a essência do desejo do bem. Mas, só o desejo não basta, precisa despojar-se dos preconceitos e ter a vontade da prática do bem. Desejo é a necessidade, o combustível. Vontade é o motor, o que impulsiona para a prática, para a realização.

Enquanto muitos se impulsionam e se direcionam por meio das previsões ou das ilusões, ou seja, pelos desejos, outras pessoas se impulsionam pela sabedoria, pela fé raciocinada, pela vontade. O que irá diferenciar um ato do outro é o grau de evolução daquele que pratica.

O que muda do dia 31 de dezembro para o dia 1° de janeiro? Do ponto de vista lógico, nada muda, ou seja, um dia “termina” e “começa” outro. Porém, do ponto de vista, psicológico, o ato de mudar de ano desperta, tanto o desejo, quanto a vontade de que tudo será melhor no ano novo. Para que isso ocorra só depende de você, da sua vontade.

Como você analisa o ano de 2008 para sua vida? Foi um ano que tudo ficou na mesma, nada se realizou como você queria, ou seja, seus objetivos não saíram do campo do desejo; ou tudo foi maravilhoso, você alcançou tudo àquilo que planejou e sua vontade foi colocada em prática?
E em 2009, tenho certeza que será muito melhor ainda, pois sua vontade será de realizações, de sucesso e prosperidade, principalmente espiritual.

"É durante as fases de maior adversidade que surgem as grandes oportunidades de se fazer o bem a si mesmo e aos outros". (Dalai Lama).

Comentários

  1. Parabéns caro Dr. Alessandre por nos levar a uma retrospectiva realista e também saudosa.
    Tudo o relatado é uma realidade. Foi muito feliz e redigir o texto.
    Gostei muito da lembrança do Rei, Roberto Carlos, assim como das previsões.
    Leitura suave e atrativa.
    Um abraço.
    Peron Erbetta

    ResponderExcluir
  2. Dr. Alessandre.
    Lemos sua matéria e gostamos muito.
    Fizemos uma bela viagem nela.
    Seus prognósticos, assim como o relato do que vivenciamos em um final de ano, foram perfeitos.
    Gostamos muito do Rei ser lembrado: Roberto Carlos.
    As reflexões estao retratando uma realidade a se realizar. Basta esperarmos pelo 2009.
    Enfim, continue a nos brindar com peças de arquitetura como a que usou nesta despedida de ano.
    Abraços,
    Peron e Terezinha.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários Moderados.
Só serão publicados após aprovação do editor do blog.
Não serão publicados comentários de Anônimos, fora do contexto da postagem ou que utilizam de linguagem inadequada.

Postagens mais visitadas deste blog

Patrimônio Cultural Imaterial e Material

A Unesco define como Patrimônio Cultural Imaterial "as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas - junto com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados - que as comunidades, os grupos e, em alguns casos, os indivíduos reconhecem como parte integrante de seu patrimônio cultural."
O Patrimônio Imaterial é transmitido de geração em geração e constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função de seu ambiente, de sua interação com a natureza e de sua história, gerando um sentimento de identidade e continuidade, contribuindo assim para promover o respeito à diversidade cultural e à criatividade humana.

O Patrimônio Material com base em legislações específicas é composto por um conjunto de bens culturais classificados segundo sua natureza nos quatro Livros do Tombo: arqueológico, paisagístico e etnográfico; histórico; belas artes; e das artes aplicadas. Eles estão divididos em bens imóveis como os núcleos urbanos, sí…

As vantagens do calçamento de pedras

A compilação do texto abaixo reflete exatamente o meu pensamento pessoal e técnico em relação a pavimentação das inúmeras ruas de pedras da cidade de Araguari.

Tipos de Pavimentos de Ruas, Pátios e Pistas de Rolamento

O uso de pedras para pavimentar os caminhos do homem remontam aos tempos históricos. Era usado desde os gregos, os egípcios e os chineses. Por falta de tecnologia as primeiras vias eram pavimentadas com pedaços de pedra de todos os tamanhos. Com o domínio da arte de forjar ferramentas, o homem passou a cortar alguns tipos de pedras com maior simetria, que puderam ser utilizadas para diversos fins.
Usando mármore e granito o homem agora podia construir templos, igrejas, castelos e outras edificações. As ruas das cidades recebiam pavimentação a partir do corte rústico do granito, basalto, arenito e outras pedras menos rígidas.
Existem vários exemplos de estradas, ruas, praças e pátios construídas há milênios com estes tipos de pavimento e que ainda hoje servem a população, de …

Crescimento x Desenvolvimento

Sempre que se "comparam" as cidades o ponto principal é analisar "como elas cresceram".

O crescimento é baseado em números, ou seja, número de habitantes, número de indústrias, número de universidades, número de hospitais, número de vereadores na Câmara Municipal, enfim, no Brasil um número é o diferencial.

No meu entendimento, o crescimento é uma conseqüência do desenvolvimento. Para se alcançar o desenvolvimento é necessário dotar a cidade de condições para que o ser humano possa viver com qualidade de vida. Como qualidade de vida é subjetivo, ou seja, o mínimo para uma pessoa viver pode ser o máximo para a outra, depende apenas daquilo que a satisfaça num determinado momento.

Desenvolvimento é medido observando indicadores econômicos, sociais, culturais, ambientais, de sustentabilidade e o quanto isso é revertido em prol do ser humano para que ele possa ter uma vida digna.

Crescimento está diretamente ligado a quantidade, por outro lado Desenvolvimento está diretame…

Planejamento e Gestão Urbana II

1 - Introdução

O crescimento das cidades, principalmente o crescimento desordenado, leva-nos a pensar maneiras de contribuir com as cidades para que elas possam ter condições de oferecer o mínimo de qualidade de vida a geração presente e as futuras.
O processo de pensar a cidade recebe o nome de planejamento urbano. Planejar é escolher um conjunto de ações consideradas as mais adequadas para conduzir a situação atual na direção dos objetivos desejados. A execução destes objetivos fica a cargo da gestão pública. Gestão e planejamento são complementares, assim, planejamento é pensar em ações para o amanhã e gestão é o próprio fazer imediato daquilo que o planejamento delineou, na dimensão do tempo presente e dos recursos disponíveis.
2 - Planejamento e Gestão

Muitas vezes se diz que tal governo não planeja a sua cidade. O que ocorre é que atualmente os governos ainda estão presos a modelos de gestão pública onde o mais importante é o orçamento público, ou seja, define-se o quanto cada seto…

O Patrimônio Cultural - Quem é o Jacu?

Muitos dizem serem cultos e pertencerem a uma sociedade culta. Muitos se dizem entendidos de vários assuntos e chegam ao cúmulo de chamar outras pessoas de “Jacu” por discordar de suas opiniões ou costumes ou modo de vida. Que é “Jacu”? Que é cultura? Cultura se aplica somente aos Homens? Como reconhecer um Homem culto? Você se considera uma pessoa culta? Será que ser culto é apenas ler bons livros, falar e escrever em vários idiomas, viajar aos mais variados países, ir ao teatro, ser ator, autor, jornalista, radialista, apresentador de TV, professor, ter cursado um curso superior, ouvir bossa nova? Mas, vocês verão que até pra ser e chamar o outro de “Jacu” precisa ter cultura.

Para entendermos cultura precisamos compreender os fatores que contribuem para a existência de uma sociedade. Cultura está vinculado às sociedades. Sociedade pressupõe seres que compartilham a companhia de outros, tenham um idioma comum, leis ou regras de conduta, vivem em colaboração mútua em um mesmo meio ge…