Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

Estação da Stevenson

Imagem
Construída na zona rural na região do Fundão e inaugurada em 1927 a Estação da Stevenson compreende o prédio da Estação, a Casa de Turma e a Casa do Funcionário, formando um conjunto ferroviário importante por onde passava todo o movimento de passageiros e cargas e servia de ponto de encontro da população que residia na redondeza, ou seja, é um marco de desenvolvimento econômico, social e cultural.

O trecho entre Uberlândia e Araguari possuía 06 (seis) postos de abastecimento: Posto do Jiló, Estação de Sobradinho, Margem do Rio Araguari, Posto do Preá, Estação da Stevenson, Posto do Angá e o ponto final era a Estação Mogiana em Araguari (demolida nos anos de 1970 no governo de Fausto Fernandes de Melo para a construção da Av. Batalhão Mauá).Veja em comentários análise importante sobre este parágrafo.

A Prefeitura tem até 30 de julho* para apresentar o orçamento final a Caixa Econômica Federal, referente ao projeto de Restauração. Se perder este prazo, os quase R$ 600mil retornar…

As vantagens do calçamento de pedras

A compilação do texto abaixo reflete exatamente o meu pensamento pessoal e técnico em relação a pavimentação das inúmeras ruas de pedras da cidade de Araguari.

Tipos de Pavimentos de Ruas, Pátios e Pistas de Rolamento

O uso de pedras para pavimentar os caminhos do homem remontam aos tempos históricos. Era usado desde os gregos, os egípcios e os chineses. Por falta de tecnologia as primeiras vias eram pavimentadas com pedaços de pedra de todos os tamanhos. Com o domínio da arte de forjar ferramentas, o homem passou a cortar alguns tipos de pedras com maior simetria, que puderam ser utilizadas para diversos fins.
Usando mármore e granito o homem agora podia construir templos, igrejas, castelos e outras edificações. As ruas das cidades recebiam pavimentação a partir do corte rústico do granito, basalto, arenito e outras pedras menos rígidas.
Existem vários exemplos de estradas, ruas, praças e pátios construídas há milênios com estes tipos de pavimento e que ainda hoje servem a população, de …

Um guerreiro age, um tolo reage!!!!

O guerreiro mostra os fatos e prova a verdade,
O tolo ataca sem inteligência ou sem juízo.

O guerreio é verdadeiramente Homem para assumir e assinar o que faz.
O tolo, mesmo diante dos fatos, nega veementemente seus crimes, pois não é Homem, é um rato.

O guerreiro age sob a luz da justiça.
O tolo age com raiva, ódio, violência:  por medo da verdade.

O guerreiro não usa armas, mas sua consciência e inteligência.
O tolo teme o que há por dentro dele mesmo refletindo no outro o que ele mesmo é na vida.

O guerreiro não tem bens materiais, mas é rico moral, cultura e espiritualmente.
O tolo se apropria daquilo que é do outro ou de uma comunidade por incompetência em conquistar aquilo que é seu por direito.

O guerreiro age com sabedoria e lucidez.
O tolo reage com ignorância e arrogância.

O guerreiro tem luz própria.
O tolo vive a sombra daqueles que comandam sua própria bestialidade.