Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

MUNICIPALIZAÇÃO DO TRÂNSITO

A Lei Federal 9.503 de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro - CTB prevê a divisão de responsabilidades, no âmbito do trânsito, entre os entes federados atribuindo competências para União, Estados e Municípios. A grande novidade do CTB é exatamente a redivisão de competências entre o estado e o município, sendo que este último, em relação ao código anterior, passou a ser o protagonista. Sendo a Prefeitura quem autoriza o uso do solo, ela é a responsável pelo trânsito que gera, portanto, o município para atuar nesta área deverá se integrar ao Sistema Nacional de Trânsito criando um órgão executivo de trânsito no âmbito de sua circunscrição e a Junta Administrativa de Recursos de Infrações - JARI. Este processo recebe o nome de Municipalização do Trânsito o qual deverá atender certas exigências. A municipalização não é opção, é obrigação.
O órgão municipal executivo de trânsito, previsto no artigo 8º, do CTB e Resolução nº 296/08-CONTRAN que substituiu a R…

Causo de mineiro

Imagem
Dispois disso,

Uai  cumpade, asdispois  qui  a  tar  de panela  storô,   incontrei  vancê   andano   feito   boisemrumo,   tarqui   nem   assombração vagano, vagano pelastapera e preguntano: Doncontô,  proncovô?
Eradedádó. Foentão qui chamei Nha Tonha prabenzêocê. Cruzcredi, cêtavaruinho de cabeça. Deu um trabaião danado. Mas curô.
Vortano pracasa vancê juntou ummoioderepoio, pego o facão, botou o moioderepoionojueioprapicá. Pegou a cebola do girar, descascou uma e ponhô dentiaio. Asdispois garrô um frangãodopéamarelo torceu o pescoço do bicho, depenou o cuitado, abriu, tirou as pascoelas, limpô e sargô. Antocêpegô farinha de macaxeira, torrô na frigidera com miúdo do frangãodopéamarelo e fez a farofa. Socô a farofa nobucho dobicho e botou o baita no forno de lenha praassá.
Pegôacadifosfo pra acendê o forno, soprou os graveto e a labareda acendeu de pressinha.
Uma hora …

ATESTADO DE ÓBITO DE ARAGUARI

Araguari nasceu por volta de 1872, mas, como naquele tempo os pais deixavam para registrar os filhos tardiamente, foi registrada em 1888. Isso fazia parte da cultura dos antepassados. Filha de um coronel com uma escrava trilhou por caminhos de muita luta. Herdou de seu pai uma grande gleba entre os Rios Paranaíba e Araguari (nomes atuais) e ali criou sua família. Teve 4 filhos: Amanhece, Piracaíba, Florestina e Contenda.

Mas, infelizmente, após 122 anos de existência veio a falecer conforme o atestado de óbito abaixo:
            “Certifico que sob n° 122, folha 03, livro 2010 de registro de óbito, encontra-se o assento da Sra. Araguari Minas Gerais. O falecimento ocorre após todo pôr-do-sol, em sua residência sede.             A “causa mortis” é constatada como: SOTERRAMENTO POR ESCOMBROS DO SEU PATRIMÔNIO CULTURAL MATERIAL em conseqüência da destruição dos relevantes bens históricos, arquitetônicos, paisagísticos e, principalmente, pela desvalorização de seus bens imateriais.         …