Canto Escuro

É desse jeito
Que conheço seus defeitos.
Suas caras e bocas
E atitude louca,
Me fez compor essas rimas
Para tornar em obra-prima
Essa canção,
Que toca os tímpanos
Cada tom no piano
E, nas vozes dos sopranos
Ouço essa história
Olhando suas fotografias
Marcadas pelo envelhecimento
Fugaz como os pensamentos
Que criam marcas
E o corpo encharca
Definhando na cachaça
Uma vida que fracassa
Num canto escuro
Seus sentimentos inseguros.

Alessandre Campos
03/10/2007

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Patrimônio Cultural Imaterial e Material

As vantagens do calçamento de pedras

Seu direito de IR e VIR é respeitado?